sábado, 13 de outubro de 2018

Tem cineminha neste domingo

outubro 13, 2018 Por Alexandre Morais Sem comentários


   Ainda em clima de Semana das Crianças, o Cineclubinho Pajeú realiza uma sessão especial neste domingo, dia 14 de outubro. Três filmes foram selecionados: O anão que virou gigante, direção carioca de Marão; Inseturminha e Na roça é diferente, estes com a Turma da Mônica.
   Como tem sido o ano inteiro, a sessão acontece no Cine São José, mas atenção para o horário: 15 horas. Após os filmes tem bate-papo sobre os conteúdos e contação de histórias. Todas as sessões do Cineclubinho Pajeú são gratuitas e tem participação de intérpretes de Libras. O Projeto é incentivado pelo Funcultura.

Serviço:
Sessão do Cineclubinho Pajeú – Cinema para a criançada
Data: 14/10/18
Hora: 15 horas
Local: Cine São José, Afogados da Ingazeira
Entrada grátis

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

outubro 11, 2018 Por Alexandre Morais Sem comentários

Resultado de imagem para GRACILIANO RAMOS
Nunca pude sair de mim mesmo. Só posso escrever o que sou. E, se as personagens se comportam de modos diferentes, é porque não sou um só.”
< Graciliano Ramos >

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Caixa Cultural Recife

outubro 10, 2018 Por Alexsandro Acioly Sem comentários
Imagem: Divulgação

     O grupo paulista Nhambuzim vai apresentar seu musical infantil "Bichos de Cá", Sexta-Feira (12), dia das crianças, às 17h, e também no Sábado (13), às 14h30 e às 17h, na Caixa Cultural Recife. 
     O espetáculo passeia pela diversidade da fauna brasileira com muita cantoria. Ainda na Sexta, dia das crianças, o Nhambuzim ministra oficina de musicalização infantil, às 15h. A atividade lúdica é gratuita e direcionada para crianças com idade de 5 a 8 anos. É necessário, no entanto, realizar inscrição do pequeno pelo email: gentearteirape@gmail.com


outubro 10, 2018 Por Alexsandro Acioly Sem comentários
Imagem: Divulgação

outubro 10, 2018 Por Alexsandro Acioly Sem comentários
Imagem: Divulgação

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Uma dose de amor

outubro 08, 2018 Por Alexandre Morais Sem comentários

Neste mote de Francisco Vieira de Lima, pai do amigo Damião Suelvis Sousa Lima, saíram estes versos.

Novamente a saudade me levou
Ao balcão dos insones solitários
Eram todos iguais, mas entre os vários
Tipos fêmeos, alguém me despertou
Uma dose em seu copo me ofertou
E saiu sem ouvir meu obrigado
Voltou ela de novo a ser passado
Fiquei eu novamente sendo eu
Uma dose de amor que ela me deu
Deixou meu coração embriagado

Outro humano não vejo que mereça
Este hábito que eu tenho de beber
Muito embora já beba pra esquecer
A bebida não deixa que eu esqueça
Bebo doses que sobem pra cabeça
Mas a dela desceu foi para o lado
Onde fica no peito um ressacado
Coração que inda sente o que bebeu
Uma dose de amor que ela me deu
Deixou meu coração embriagado

Foi tão rápido o que houve entre nós
Que eu nem sei se houve mesmo ou se não houve
Mas eu sei que meu peito ainda ouve
Após cada batida uma outra após
Como um eco que soa de uma voz
Que já sabe o que vai ser ecoado
O meu peito se escuta reprisado
Inda pensa que o dela é que bateu
Uma dose de amor que ela me deu
Deixou meu coração embriagado

< Alexandre Morais >

Cine Sesi chega a Cedro e Poção

outubro 08, 2018 Por Alexandre Morais Sem comentários


    De 12  a 14 de outubro Cedro e Poção vão receber o Cine Sesi, um projeto que leva cinema de qualidade, pipoca e filmes premiados de graça para cidades, onde a sétima arte não chegou ou tenham cinemas desativados. As apresentações iniciam às 18h30. Em Poção será na praça da Matriz Nossa Senhora das Dores, e pela primeira vez em Cedro vai ser na Praça da Matriz. Nas duas cidades será montada uma grande estrutura com cadeiras, tapete vermelho, exibição de filmes nacionais com grande sistema de sonorização e projeto Full HD.
   “A nossa proposta é que a população se encontre em nome da cultura. E, com isso, desperte um olhar mais crítico tanto para a religião, política e outros assuntos que rondam seu cotidiano. Esse é o papel da cultura. O cinema tem esse poder de ajudar a mente a ficar mais perspicaz e criativa, independente de classe social ou profissão. Isso afeta diretamente na qualidade de vida do cidadão”, avalia Lina Rosa curadora do projeto.
   Segundo o Superintendente do SESI-PE, Nilo Simões, o Cine Sesi além de proporcionar cultura para o trabalhador da indústria, acaba por beneficiar toda a população dos municípios contemplados no projeto, já que as exibições acontecem sempre em praça pública e em locais de grande fluxo de pessoas. “É uma oportunidade de levar cinema de qualidade a todos”, ressalta. “Além de estimular o aprendizado da sétima arte por meio das oficinas de stop motion que são oferecidas”, complementa.
  São 17 anos de projeto, 5,2 milhões de pessoas impactadas, apresentações em cerca de 700 cidades de 12 estados brasileiros.  Em Pernambuco, o projeto entrou na sua 12ª edição e já foi visto por mais de 1 milhão de pessoas de 118 municípios.
  Este ano, estão em cartaz os seguintes filmes: curtas “Plantae”, uma animação de Guilherme Gehr; “Próxima”, de Luiza Campos; e “Médico de Monstros”, de Gustavo Teixeira. Já os longas, são: “Pequeno Segredo”, de David Schumann; “O Filho Eterno”, de Paulo Machline; e a animação “O Touro Ferdinando”, de Carlos Saldanha.
  Vão ser apresentados os curtas metragens “Plantae”, uma animação de Guilherme Gehr; “Próxima”, de Luiza Campos; e “Médico de Monstros”, de Gustavo Teixeira. Já os longas metragens, são: “Pequeno Segredo”, de David Schumann; “O Filho Eterno”, de Paulo Machline; e a animação “O Touro Ferdinando”, de Carlos Saldanha.
  O “Pequeno Segredo” relata a relação da Família Schumann com a menina Kat, uma criança frágil, mas de muita personalidade; enquanto “O Filho Eterno” retrata a história de um casal que espera a chegada do primeiro bebê. Mas a alegria do pai vira incerteza com a descoberta de que o filho tem síndrome de down.
  Outro destaque é o “Touro Ferdinando”. Grande e forte, mas de temperamento doce, Ferdinando é escolhido por engano para as touradas. Sua verdadeira luta é provar que não se deve julgar ninguém pela aparência. Direção do brasileiro Carlos Saldanha.
  Nesta edição a iniciativa já passou por; Ouricuri, Santa Terezinha, Trindade e Tabira, Salgueiro, Itapetim, Goiana, Sertânia, Afogados da Ingazeira e Iguaracy.
  Até o final de fevereiro do ano que vem, passará por Triunfo, Itamaracá, Arcoverde, Venturosa, Itaquitinga, Itambé, Macaparana, Machados, Escada, Pombos, Buenos Aires, Cumaru, Limoeiro, Cortês, Moreno, Tabira, Poção, Pesqueira, Cabrobó, Belém de São Francisco, Floresta, São Bento do Uma, Belo Jardim, São José da Coroa Grande, Rio Formoso, Lajedo, Sairé, Alagoinha, Brejo da Madre de Deus, Condado, Lagoa do Ouro, Maraial e Jaqueira. Dessas 15 vão receber o Cine Sesi pela primeira vez.

                                                             Texto e foto: Assessoria de Imprensa/Fernando Vitral