Ah, se sêsse...

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Se um dia nós se gostasse
Se um dia nós se queresse
Se nós dois se impariasse
Se juntinho nós dois vivesse
Se juntinho nós dois morasse
Se juntinho nós dois drumisse
Se juntinho nós dois morresse
Se pro céu nós assubisse...

Mas porém, se acontecesse
qui São Pêdo não abrisse
as portas do céu e fosse
te dizê quarqué toulice
e se eu me arriminasse
e tu cum eu insistisse
prá qui eu me arrezorvesse
e a minha faca puxasse
e o buxo do céu furasse...

Tarvez qui nós dois ficasse
tarvez qui nós dois caísse
e o céu furado arriasse
e as virge tôdas fugisse!!!


Poema do iluminado Zé da Luz, uma das mais acesas mentes de toda a história de nossa poesia popular. Zé está entre os mais citados pelo Cordel do Fogo Encantado, grupo com identidade cultural a toda prova. O poeta é de Itabaiana (PB), o grupo, de Arcoverde (PE). Ambos ganharam o mundo sem sair do chão. Na foto, Lirinha, cabeça do Cordel.

0 comentários:

Postar um comentário

 
 
 
 
Template modificado por WMF-Mídia Design | (87) 9918-2640 / 9620-2552