Pinto do Monteiro de gota em gota... 03

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Como trabalho de conclusão do curso de Jornalismo produzi um série de 03 programas para rádio com 30 minutos cada. O tema foi a cantoria de repente. Em um deles reproduzi uma das poucas entrevistas gravadas com Pinto do Monteiro. Ali ele diz como começou a cantar e, claro, surpreende:

- Um dia me chamaram pra assistir uma cantoria. Eu fui. Chegando lá faltou um cantador. O que foi, de nome Saturnino Mandu, começou a cantar sozinho. Eu fiquei olhando, aí disse: se cantoria for isso eu sei cantar também. O povo se admirou, mas arranjaram uma viola pra mim. Nós peguemos a cantar e quando foi com mais um pouco o Saturnino disse: se continuar assim, vai cantar de assombrar o mundo.
Eu disse lá o que digo aqui: Sabia das coisa esse Saturnino Mandu!

Pinto realmente assombrou o mundo de cantadores, apologistas, admiradores e de todos que lhe deram atenção. Ainda hoje há quem se assombre quando conhece o patrimônio deixado por ele. Fica aí uma nesga deste patrimônio:

Eu comparo esta vida
à forma da letra S
tem uma ponta que sobe
tem outra ponta que desce
e a volta que dá no meio
nem todo mundo conhece

0 comentários:

Postar um comentário

 
 
 
 
Template modificado por WMF-Mídia Design | (87) 9918-2640 / 9620-2552