A gramática no cordel

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

A poesia popular, em especial a literatura de cordel, foi uma fonte de informação, diversão e educação quase que única para muitas gerações de interioranos nordestinos. Muitos chegaram a aprender a ler e escrever com mãos e olhos num folheto. Feito de forma simples, com linguagem acessível e atraente, os versos continuam sendo uma riquíssima fonte de pesquisa e ensinamento. Eis alguns exemplos do professor e poeta paraibano Janduhi Dantas Nóbrega transcritos em seu livro A Gramática no Cordel:
Frase e Oração
A oração tem no verbo
base de sustentação
porque tem de haver verbo
para que haja oração;
já frase é enunciado
que tem comunicação.
Período
Período diz-se da frase
com uma oração ou mais.
Com uma oração é simples:
"Lélis leu todos os jornais";
com mais de uma, composto:
"Fiz e pintei o cartaz".
O sujeito
Meu bom sujeito, o sujeito
é o termo da oração
chamado de essencial
que pratica ou sofre a ação:
"A polícia prendeu Zé",
" foi levado à prisão".

1 comentários:

muito bom

Postar um comentário

 
 
 
 
Template modificado por WMF-Mídia Design | (87) 9918-2640 / 9620-2552