Os trabalhadores e Ilusão do suicídio

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Um dos poemas mais célebres de Rogacinao Leite, Os Trabalhadores, está estampado ao mundo num marco encravado na Praça Vermelha, em Moscou. Aqui que nem é Moscou nem cabe um verso do tamanho do que tá lá, eu deixo um soneto dos que a gente só acredita que foi gente que fez porque Rogaciano existiu...
-------------------------


Ilusão do suicídio


Desta janela de meu quarto triste
Arrebatado de pavor e pena
Eu assisto a tristeza de uma cena
Que pouca gente noutro quarto assiste
-
Neste cassino que defronte existe
Onde a flor da virtude se envenena
Uma pobre e cansada Madalena
Bebe nitrato e de viver desiste
-
Vejo-lhe as mãos a comprimir-lhe os seios
Ouço gemidos lancinantes, feios
Que a dor arranca do seu peito fundo
-
Maldizendo o destino e a pouca sorte
Põe termo a vida para ver se a morte
É menos triste do que foi seu mundo
-

0 comentários:

Postar um comentário

 
 
 
 
Template modificado por WMF-Mídia Design | (87) 9918-2640 / 9620-2552