A grandeza dos nossos poetas

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Recentemente o município de Itapetim (PE) promoveu o seu VIII Festival de Poesia e rendeu homenagem aos 40 anos do encantamento do poeta natal Rogaciano Leite. Na noite dos cantadores, o poeta Sebastião Dias fez, entre outras, estes versos em Sete Linhas exaltando o homenageado:
-


O filho de Itapetim

Também foi um dos gigantes

Deixou Ceará Selvagem

Mais bonito do que antes

A Tarde de Maio calma

E o sertão de Carne e Alma

Nos olhos dos Estudantes

-

Por tudo que o gênio fez

Deixou meu peito em dores

No poema de Eulália

Recordou os seus amores

A semente da Saudade

Criou mais fertilidade

No seu Pajeú de Flores
-

A grandeza do poeta: Ceará Selvagem, Tarde de Maio e Aos Estudantes, na primeira estrofe, assim como Eulália e Saudade, na segunda, são títulos de poemas de Rogaciano Leite. Carne e Alma, na primeira estrofe, é o título de um livro do poeta itapetinense, e Pajeú de Flores, que finaliza a segunda estrofe, é uma de suas citações mais célebres e mais repetidas neste pedaço de mundo poético no interior de Pernambuco. É o fecho da primeira estrofe do poema Aos críticos, composto por Rogaciano no Rio de Janeiro, em 1950.

0 comentários:

Postar um comentário

 
 
 
 
Template modificado por WMF-Mídia Design | (87) 9918-2640 / 9620-2552