Eita, Furiba, véi...

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Essa quem me contou foi Severino Pereira, hospedeiro de João Furiba, dia desses.
Depois de arrodear-se de umas jovens numa mesa de bar em Tabira e de vê-las distanciar-se após saciadas, restou a João só a conta por companhia. Vendo o velho cantador de cara feia, um colega perguntou se a brincadeira tinha sido boa. João, que nunca botou uma raiva pra fora, disse sorrindo:
- As bicha come mais do que pedra de amolar e bebe que só arco-íris... quase se acaba eu e o bar duma vez só.
E dali João entrou direto num carro de estudantes universitários que se dirigia a Patos. Uma moça sem conhecê-lo, teceu o comentário:
- Tanto jovem preguiçoso e um homem dessa idade estudando!
Aí perguntou:
- O senhor tá fazendo o quê?
E João em voz alta:
- Economia.
A moça:
- Termina quando?
E João:
- Quando chegar em Patos. Chegando lá eu tenho economizado a passagem.

0 comentários:

Postar um comentário

 
 
 
 
Template modificado por WMF-Mídia Design | (87) 9918-2640 / 9620-2552