sábado, 21 de agosto de 2010

Meus filhos são passarinhos
Que vivem dos meus gorjeios
Eu, para encher os seus papos
Caço grãos em chãos alheios
E só boto um grão no meu
Quando vejo os deles cheios
Onésimo Maia

0 comentários:

Postar um comentário

 
 
 
 
Template modificado por WMF-Mídia Design | (87) 9918-2640 / 9620-2552