sexta-feira, 4 de novembro de 2011


A tradição do Natal
Maria Helena

                O meu Natal será, como sempre, muito querido. Festejado ao meu gosto, ao da minha família e conforme a tradição.
                A árvore artificial brilhante, retratando um pinheiro, portará bolas de vidro cintilantes. Sem esquecer as pequenas luzes do pisca-pisca a iluminar o sonho que nos transporta a regiões alegres e sempre desejadas. E será um deleite contemplar aquela árvore mágica, que nos transporta sempre a lindas lembranças revividas.
                Os presentes, em seus belos papéis coloridos, estarão junto à árvore e guardarão surpresas agradáveis quando forem abertos após o jantar. Olhos brilham, trocam-se abraços e beijos... agradecimentos recíprocos. Pode-se ainda degustar castanhas de caju das tradicionais cestinhas, que não podem faltar nesta ocasião.
                O jantar, constituído de arroz vermelho temperado, galinha de capoeira e vinho tinto suave, estará como sempre delicioso. Não será esquecido o bolo de macaxeira para o café, que exala um odor agradável de festa.
                A cidade iluminada deixa este momento ainda mais especial.
No espaço celeste, brilham os astros e é como uma sinfonia celeste a nos lembrar do menino Jesus na manjedoura. Há alegria em todos os rostos e toda esta beleza que se reflete em nossas almas é produto do mais importante evento que já se comemorou na terra: a vinda do Salvador!

0 comentários:

Postar um comentário

 
 
 
 
Template modificado por WMF-Mídia Design | (87) 9918-2640 / 9620-2552