Coletânea de Repentes Humorísticos

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Recebi há pouco, do amigo José Rafael, o livro Coletânea de Repentes Humorísticos, uma produção do saudoso Manoel Rafael Neto, irmão do presentante. Claro que tenho que compartilhar algumas pérolas com vocês. Vejam que maravilhas:

Cantar com quem canta ruim
É viajar numa pista
Num carro velho, sem freio,
O chofer curto da vista
E um doido gritando em cima:
-Atola o pé, motorista!

Domingos Tomaz

Eu nunca casei nem caso
Pois tenho medo, não nego.
Com a minha experiência,
Batata quente eu não pego;
Quem tem vista leva chifre,
Quanto mais eu, que sou cego.

Cego Aderaldo

Seu doutor, me dê dinheiro
Pr'eu compra um boi pra eu.
Eu trabalhava com dois,
Mas um desapareceu
E eu preciso botar outro
No lugar do que morreu.

Generino Batista

Eu admiro a barata
Saber voar e correr.
Entrar na lata de açúcar,
Bater baião pra comer...
O que come é muito pouco,
Mas bota o resto a perder.

João Furiba

Já hoje a minha mulher
Tentou mais de oito brigas.
Porque mexeu numa caixa
Amarrada c'umas ligas,
Deu num ninho de retratos
De trinta e seis raparigas.

Louro Branco

Eu sei que Jesus é bom
E reconheço este fato.
Ele ajuda o camponês,
No roçado dá um trato,
Mas só ajuda de longe;
Não arranca um pé de mato.

Luiz Campos


E aí? Bom né, não? Depois tem mais.

0 comentários:

Postar um comentário

 
 
 
 
Template modificado por WMF-Mídia Design | (87) 9918-2640 / 9620-2552