quarta-feira, 7 de julho de 2021

Maringá ou Maria do Ingá

julho 07, 2021 Por Alexandre Morais 2 comentários

 

Por Alexsandro Acioly
Pesquisador e Historiador – CPDOC/PAJEÚ

 
“Maringá, Maringá
Depois que tu partiste
Tudo aqui ficou tão triste
Que eu garrei a imaginar…”

  Os amantes da boa música conhecem bem esse refrão cantado por nomes como Fagner, Orlando Silva e Carlos Galhardo, entre outros. Nem todos sabem, no entanto, que a canção Maringá foi composta pelo médico mineiro Joubert de Carvalho, em 1932, a pedido do paraibano Ruy Carneiro.

  A mesma seca que castiga o sertão em alguns períodos e nos traz tristeza, para poetas, cantadores, compositores e demais artistas traz também inspiração. Foi isso que aconteceu com a música Maringá.

  MARINGÁ NA PARAÍBA

  Mas,  espera aí!

 O texto fala em sertão, seca e, para acabar de desmantelar, ainda diz que Maringá é na Paraíba… aí também é demais. A geografia não bate.

  Então, vamos lá: Pombal é a terra natal do ex-governador da paraíba e ex-senador Ruy Carneiro, que no início da década de 1930 conheceu o compositor e médico Joubert de Carvalho. Ruy era oficial de gabinete do Areiense (nascido na cidade de Areia-PB) José Américo de Almeida, que anos mais tarde também viria a ser governador do Estado.

   A MÚSICA:

 Na revista "Histórias dos Municípios Paraibanos/Antônio Clarindo Barbosa de Souza (org.) – EDUFCG,2013”, o fato citado é que: durante a seca nos anos de 1920, entre tantas retirantes que se deslocavam das suas regiões em busca de sobrevivência, uma delas se estabelece por algum tempo na cidade de Pombal, vinda da cidade de Ingá (ambas no estado da Paraíba).

   A Sra. Salgado de Assis, em suas rememorações para a revista, afirma não ser sabido o lugar de origem da moça que encantou a muitos na cidade com a sua beleza. Inclusive, um político famoso que, por ser de família importante, ninguém podia nem falar no assunto - já que a moça era uma retirante.

  Com amizade concretizada entre Joubert, Ruy e José Américo, o então médico e compositor vai pedir emprego a José Américo, pessoa muito influente e fã dele,  para trabalhar em um hospital da marinha no Rio de Janeiro. Mas antes, em conversa com Ruy, este lhe pede que componha uma música para mostrar a José Américo (candidato a presidente da república) falando sobre a seca no sertão, e que ele mesmo fosse ao gabinete dele para conversarem.

   Joubert faz duas perguntas cruciais para Ruy:

   Joubert: Onde nasceu José Américo?

   Ruy: em Areia

   Joubert: E você, Ruy?

   Ruy: Em Pombal.

 Pronto. Estava feita a canção. Agora, deixemos que o próprio Joubert de Carvalho nos conte, no vídeo abaixo, quem foi a “Maria do Ingá, que se tornou Maringá”.


2 comentários:

  1. Parabéns Goga! Você é um grande conhecedor da música. Precisa de mais espaço para divulgar seus conhecimentos e assim contribuir cada vez mais para levar cultura a todos.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela atenção! Espero que com este ponta pé inicial e a ajuda do poeta, o que era extremo se torne união! O feedback de todos é muito importante para mim e claro a direção do blog. OBRIGADO!

      Excluir